quinta-feira, 30 de agosto de 2012

FIM DA FARSA: PESQUISA DIVULGADA POR ALAIR NÃO É DO IBOPE VERDADEIRO


O desespero é mesmo grande do lado do número menor. Com o avanço do adversário Janio12 nas pesquisas, a candidatura laranja tentou vender gato a preço de lebre para o eleitor, divulgando uma pesquisa, realizada pelo “IBOPE”, na qual, é claro, como acontece em todas as eleições, o prefeito que governou a cidade por 14 anos aparece com muitos votos à frente do segundo colocado. 

Em julho de 2008, um jornal de Búzios divulgava uma pesquisa na qual Alair aparecia com 44% das intenções de votos, 19% à frente de Marquinho e com 14 mil votos à frente da soma de intenções de votos de todos os candidatos juntos! Resultado? Perdeu por 14 mil votos de diferença. VOCÊ SE LEMBRA? NÃO? VEJA ABAIXO:
 
  


Assim também fez Paulo César, que hoje o apóia, mas que em 2008 queria varrê-lo com uma vassoura. O deputado divulgou pesquisa, no último programa de TV de sua candidatura, na qual aparecia com 32% dos votos – acabou com menos de 8%: VEJA AQUI O VÍDEO.

Dessa vez, a artimanha foi ainda mais criativa: o IBOPE (verdadeiro), presidido por Carlos Augusto Montenegro e atuante na área de pesquisas desde os anos 70 no Brasil, é Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Ltda. –  CNPJ 33.383.472/0001-20, e não o Ibope Inteligência Pesquisa e Consultoria Ltda., inaugurado somente nos anos 90, que realizou a pesquisa para o candidato laranja, e tem o CNPJ 68.802.370.0001 – 86, registrado no Conselho Regional de Estatística com o número 4375-94.

Link:
IBOPE verdadeiro

Link:

Ibope paraguaio que Alair contratou

Na verdade, há diversos “Ibopes”, mas somente um IBOPE. Tudo pode ser comprovado pelas imagens abaixo. Registrados no CONRE - Conselho Regional de Estatística - há NOVE ibopes. Veja:

Link:


A pesquisa também se utilizou de uma margem de erro muito estranha – 5%.

Se nem o Ibope que faz as pesquisas do candidato é o verdadeiro...

Se a prática da Coligação dos Fugitivos/Frente do Passado, historicamente, é divulgar pesquisas que se mostram FALSAS... 

Imaginemos um novo governo, que promete o que não fez em 14 anos...

ISSO VAI DAR ERRADO!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Marcelo Zelão: eleito o melhor prefeito do Brasil


Marcello Xavier Cabreira, o Marcello Zelão (PT), Prefeito de Silva Jardim. Vencedor do prêmio Prefeito Empreendedor estadual e nacional do Sebrae, ele conquistou também o Prêmio ODM/2012 - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, criado pelas Nações Unidas (ONU).


Zelão que fundou o PT em Silva Jardim, em 1986, está preocupado com o desenvolvimento de sua cidade. Além de estar empenhado na sua campanha pela reeleição, tem marcado presença nos municípios vizinhos, conversando sobre a importância da sustentabilidade e do crescimento uniforme das cidades que estão no entorno do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj).


Para o chefe do Executivo de Silva Jardim, investir em educação é o caminho para o progresso da sociedade. Geração de renda e emprego também são temas que, segundo o prefeito, devem estar presentes na pauta dos próximos governantes. Como já estamos em campanha eleitoral, daremos espaço para os candidatos do PT falar sobre suas propostas para as eleições municipais de 2012.
As idéias e opiniões expressas na entrevista são de exclusiva responsabilidade do entrevistado, não refletindo, necessariamente, as opiniões da direção do Diretório Estadual do PT. Eis a entrevista.

1 – O senhor ganhou o Prêmio Prefeito Empreendedor estadual e nacional . Conquistou o Prêmio ODM Brasil - Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Brasil, concurso promovido pelas Nações Unidas (ONU) onde mais de quatro mil projetos foram avaliados . Qual é a fórmula da boa administração?
Marcelo Zelão: Apenas colocar em prática tudo o que aprendi durante esse período que estou no PT. Adaptei o modo petista de governar em Silva Jardim, seguindo a cartilha do presidente Lula e da presidenta Dilma Rousseff. Não tem como dá errado.

2 – Explique a criação do Banco Comunitário de Capivari (BCC) e os benéficos que esse projeto levou a população de Silva Jardim.
Marcelo Zelão: A intenção do Banco Comunitário de Capivari (BCC) foi primeiro resgatar a alto estima da população, aquecendo o comércio local com uma moeda que só circulasse na cidade. A mecânica é a seguinte: o comércio dá desconto para quem usa o capivari, fazendo com que o recurso do município não saia da cidade. Esse projeto aumentou a receita de Silva Jardim em 40%. O BCC também oferece programa de microcrédito aqueles que não têm acesso ao crédito dos bancos comerciais. Somando o microcrédito com a legalização e abertura de pequenos negócios através do MEI – Micro-Empreendedor Individual – projeto do governo federal, o usuário monta o seu negócio e o benefício que recebia com o dinheiro do bolsa família, ele repassa para outra pessoa que tenha mais necessidade.

3- Por que a moeda se chama capivari?
Marcelo Zelão: Capivari era o nome da cidade. Quem aqui nascia era cidadão capivariense. Depois o município foi rebatizado como Silva Jardim. A escolha do nome foi para resgatar a auto estima da população que nunca deixou de se sentir como um capivariense.

4 – Pelo segundo ano consecutivo, Silva Jardim ficou em primeiro lugar na arrecadação do ICMC Verde. Um das ações da prefeitura para preservar o meio ambiente foi o fechamento do lixão, que foi utilizado por dez anos. Fale sobre essa ação, como também as outras medidas que colocaram a cidade como modelo de preservação do meio ambiente.
Marcelo Zelão: Fechamos o lixão e estamos colocando o lixo no Aterro Sanitário Controlado, em São Pedro D'Aldeia (município vizinho). Aumentou o nosso custo, mas resolvemos um problema ambiental muito sério que contaminava diversos rios da cidade. Fizemos uma parceria com a Associação Mico-Leão Dourado, na área de educação ambiental e promovemos o reflorestamento de matas auxiliares (aquelas que ficam nas margens do rio e de nascentes). Além de investirmos em saneamento, criamos um parque municipal e pretendemos em breve, instalar a coleta seletiva de lixo.

5 – Silva Jardim é o 11º município do Estado em extensão. São 900 km de área, divididos em quatro distritos: 1º Distrito – Centro / 2º Aldeia Velha / 3º Gaviões / 4º Correntezas. Não havia transporte municipal e a população se deslocava de carona nos caminhões. O senhor criou a empresa municipal de transporte Expresso Capivari e por R$ 1,00 os moradores podem percorrer toda a cidade. Fale sobre esse processo.
Marcelo Zelão: Há dez anos a população não tinha transporte público regular na cidade. Não era viável economicamente para uma empresa privada fazer o transporte, pois a passagem ficaria muito cara. Daí, resolvemos subsidiar esse valor, criando uma empresa municipal: a Expresso Capivari. O preço da passagem é igual para todos os bairros e distritos de Silva Jardim. O passageiro se andar um quilômetro paga R$ 1,00, se andar 40, desembolsará o mesmo valor. Temos 22 mil habitantes. Três meses após a criação da Expresso Capivari, transportamos 200 mil passageiros, sendo que nas festas de fim de ano, esse volume aumentou em 30% . Essa movimentação aqueceu o comercio local e tivemos um fim de ano muito próspero na cidade.

6 – Nos últimos três anos, o investimento em educação aumentou. Em 2009 a prefeitura aplicou 27%no setor. Em 2010, destinou 29% e ano passado foram 32% investidos em educação. A merenda escolar melhorou e agora os alunos recebem uniforme completo, de tênis a mochila. Fale sobre isso.
Marcelo Zelão: Você só muda o lugar se investir em educação. Não tem outro jeito. Penso que é fundamental o investimento maciço em educação para mudar Silva Jardim. Construímos e reformamos sete escolas num total de 18. Melhoramos a qualidade da merenda. Temos 11 ônibus próprios e 40 kombis alugadas para transportar de graça cerca de 2.300 alunos todos os dias. Isso representa quase 50% da nossa rede escolar. Em nossa gestão, o aluno ganhou uniforme, livros, material escolar, notebook que ele usa na escola e em casa.
Silva Jardim tinha o menor número de computadores por habitantes no estado. Em 2009, criamos o laboratório de informática em todas as escolas para ensinar os alunos como operar o equipamento e os programas. Em 2010, levamos a internet gratuita para as praças e a partir daí é que pedimos autorização ao Conselho Municipal de Educação para comprarmos os notebooks e oferecê-los aos alunos.
Alfabetizamos 900 adultos em parceria com a Petrobrás, Firjan e Banco do Brasil. Através das igrejas e dos movimentos sociais chamamos o público que estava interessado em se alfabetizar. Hoje temos 19 turmas de adultos estudando e saíamos do ranking de se o segundo município do estado em número de analfabetos.

7 – É verdade que o senhor descobriu que muitos funcionários da prefeitura não sabiam assinar o nome?
Marcelo Zelão: É verdade. Quando entrei para a prefeitura tinha funcionário com quase 30 anos de casa que não assinava o ponto. No lugar da assinatura, ele colocavam o dedo e isso me despertou para essa realidade. Então, resolvemos criar uma turma dentro da secretaria de Obras para alfabetizar esses operários.

8 – E Saúde de Silva Jardim como está?
Marcelo Zelão: Estamos construindo uma novo pronto socorro. Trocamos todo o mobiliário e reformamos a Policlínia Aguinaldo Moraes. Construímos três postos de saúde nos distritos. Estamos construindo no centro da cidade um centro referência de Saúde da Mulher. Outra ação importante foi a regularização da distribuição de medicamentos e o serviço de vans adaptadas que a prefeitura oferece gratuitamente para transportar os deficientes.

9- Um hospício foi fechado em Rio Bonito e a prefeitura de Silva Jardim acolheu os doentes de lá. Conte como isso aconteceu?
Marcelo Zelão: É verdade. Criamos o Centro de Apoio Psicossocial (CAP) para absorver os pacientes de Rio Bonito, que estavam internados há mais de 20 anos e tinham origem em Silva Jardim. Como não tinham família, nem para onde ir, construímos uma residência terapêutica, onde eles são assistidos por profissionais de saúde e detêm um tratamento mais humanizado.

10 – Com relação ao funcionalismo público, sua gestão criou o plano de qualificação do servidor, deu aumento além da inflação e os salários estão em dia. Em menos de quatro anos, o jeito petista de administrar, melhorou a vida da população de Silva Jardim?
Marcelo Zelão: Em três anos e três meses, quem recebeu menos, recebeu 40% de aumento. Houve categorias que tiveram acréscimos que ultrapassaram 100%. Havia servidor braçal que não ganhava nem o salário mínimo. Isso hoje não existe mais. O salário dos professores está acima do piso nacional da categoria e a regência dos profissionais de ensino aumentou em quase 200% .

11 – Em 1985, o senhor e o seu secretário de Governo Paulo Eduardo fundaram o PT em Silva Jardim. Faça uma análise de como era o partido há quase 30 anos e como ele está agora.
Marcelo Zelão: Sofremos um preconceito muito grande por sermos do PT. Silva Jardim é uma cidade com grandes proprietários rurais e a sociedade é muito conservadora. Mesmo assim, construímos o partido com diversos outros companheiros e hoje estamos mudando a cara da cidade, graças as políticas implementadas pelo PT. O partido cresceu, passou a ser respeitado e não perdeu a identidade de um partido que luta pelas causas sociais. E a nossa administração comprova que onde o PT governa dá certo.

12 – Como o senhor ver, as alianças que o PT fez na capital e está fazendo pelo interior do Estado?
Marcelo Zelão: O presidente Lula nos mostrou que as alianças são fundamentais para termos governabilidade. Em Silva Jardim temos alianças com oito partidos diferentes. A união dos governos Federal, Estadual e Municipal fez a diferença no estado do Rio e, principalmente, em nossa cidade. A condução das alianças feita pelo Diretório Estadual tem sido muito proveitosa para todos nós. Veja o exemplo do presidente Lugo, no Paraguaia. Ele não tinha o apoio do Congresso e foi cassado. Já o presidente Lula resistiu ao golpe do dito mensalão em 2005, graças a sua base de apoio parlamentar. Sem aliança não há governabilidade.

13- Como vê a ação de aproximação do Diretório Estadual com as microrregiões.
Marcelo Zelão: Nós que estamos no interior sempre gritamos por esse apoio e agora estamos vendo esse anseio virá realidade. Garanto que por causa dessa política de aproximação, teremos um crescimento de prefeitos e vereadores do interior e o partido sairá mais fortalecido dessas eleições municipais.

14– Considerações finais.
Marcelo Zelão: Quero agradecer por se prefeito da minha cidade e de poder contribuir para o crescimento e desenvolvimento de Silva Jardim. Queremos continuar os projetos e ainda estamos no meio do caminho. Por isso a reeleição é importante. Não podemos andar pra trás. Temos orgulho de ser um governo do PT, de esquerda e socialista.

Chegou à hora do bairro União ouvir Janio 12. Cabo Frio vai ser Diferente !


Em comício, Lindbergh Farias se compromete a trazer universidade federal

C
hegou à hora do bairro União ouvir as propostas do candidato a prefeito, Janio12, da coligação “Cabo Frio vai ser diferente”. Nesta terça-feira, dia 28, o candidato apresentará as propostas de governo a partir das 20h, na Rua Antonio Feliciano de Almeida, esquina com Rua Meira Júnior. O comício de campanha dá continuidade à série de comícios que começou há um mês e já passou pelos bairros da Gamboa, Jardim Caiçara, São Cristóvão, Jardim Esperança, Tamoios, Cajueiro, Tangará e pelo Centro.

O último foi realizado na sexta-feira, dia 24, no bairro Guarani. Estiveram presentes, o senador pelo PT, Lindbergh Farias, o deputado estadual pelo PSD, Iranildo Campos e o prefeito de Cabo Frio, Marcos da Rocha Mendes. Acompanhado da candidata a vice-prefeita, Rute Schuindt, Janio12 falou sobre as melhorias que implantará no bairro, caso seja eleito.


- Hoje somos um batalhão que caminha e faz questão de olhar nos olhos de cada morador e se comprometer com o futuro de Cabo Frio. Para que isso se realize, é fundamental a parceria com os governos federal e estadual. Conversei com o senador Lindbergh Farias e já disse que preciso do apoio dele para trazer a universidade federal para o município. Construirei o prédio e o resto, será com o senador. Caminhando pelas ruas do Guarani, notei que precisamos reformar o bairro. É o meu compromisso arrumar as calçadas, inaugurar novas escolas padrão com horário integral e atividades integradas de esporte, dança e teatro, melhorar o sistema de marcação de consultas e ampliar o atendimento às famílias nos postos de saúde – disse Janio12.
Em seu discurso, o senador Lindbergh Farias, falou que não medirá esforços para trazer a universidade pública para o município.


- Ninguém consegue ser um bom prefeito isolado. Fui prefeito de Nova Iguaçu e, se não tivesse na época o apoio do ex-presidente Lula, liberando os recursos, não teria conseguido fazer tanto. Dependemos de parcerias e, nesse quesito, o Janio arrebentou. Ele tem o apoio do governador do Estado, Sérgio Cabral, do ex-presidente Lula, da presidenta Dilma Rousseff, de lideranças políticas, do atual prefeito, Marquinho Mendes e meu apoio no Senado.  Ele tem a preocupação de inaugurar as escolas com horário integral e uma creche em cada bairro. Ele pode contar comigo no Senado para trazer a universidade federal para Cabo Frio. No dia 7 de outubro, é 12. É Janio – contou o senador Lindbergh Farias.


O deputado estadual pelo PSD, Iranildo Campos ressaltou a trajetória política de Janio12.


- Estou em Cabo Frio para demonstrar o meu carinho pelo Janio. Aprendi a admirá-lo quando estava na Comissão de Direitos Humanos e participei da audiência pública que lutou pela inauguração da Delegacia Legal na cidade. Acompanhei a luta dele e me sinto feliz e à vontade para pedir que a população confirme o Janio para prefeito – afirmou o deputado.
Para o prefeito de Cabo Frio, Marcos da Rocha Mendes, a campanha do candidato ganha novos reforços a cada dia.



- Em uma rápida caminhada pelas ruas da cidade percebemos a vontade da população. Não tenho dúvida alguma que o Janio será o próximo prefeito de Cabo Frio. Ele é um homem de caráter e vai manter e ampliar os nossos programas sociais e fará muito mais pelas pessoas que mais precisam. Cabo Frio vai ser diferente com Janio para prefeito – concluiu Marquinho Mendes.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Vereador não é funcionário de prefeito ou de presidente de Câmara



Vereador não é funcionário de prefeito ou de presidente de Câmara. Bom, pelo menos não deveria ser no município de São Pedro da Aldeia. Mas, nossa população confiou em pessoas que não se preocuparam com as necessidades da nosso município e por isso o caos se instalou nos bairros.

Não podemos mais ser reféns de corruptos e aproveitadores. Precisamos de vereadores que se comprometam com clareza e eficiência no uso do dinheiro público. Não podemos mais aceitar que o cidadão aldeense continue indo aos postos de saúde em busca de tratamento e não conseguindo consulta devido ao fato das vagas terem sido separadas exclusivamente para vereadores fazerem campanha.

Se você prefere se manter refém da corrupção, continue votando em corruptos. Mas, se você quer mudança, conheça minha minha proposta de Orçamento Participativo e junte-se a nós para criarmos uma São Pedro da Aldeia governada para todos.

Meu nome é Professor Sérgio Rodrigues dos Santos, mais conhecido como Professor Serjão, SOU CANDIDATO A VEREADOR EM SÃO PEDRO DA ALDEIA e meu número é 13.123. Faça parte desse grupo.

Professor Serjão - PT 13.123

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Professor de Cabo Frio receberá aumento de mais de 50% já em janeiro de 2013


A Câmara Municipal de Vereadores de Cabo Frio aprovou,  na noite de ontem, em Regime de Urgência, a Mensagem Executiva do Prefeito da cidade, Marquinho Mendes,  um importante reparo na tabela salarial no novo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração para  magistério. O vencimento do professor da rede municipal foi equiparado ao do servidor de nível superior – a chamada isonomia salarial – passando de pouco mais de R$ 1.300,00 para R$ 2.100,00, um aumento de mais de 50%.

O percentual diz respeito a um dos maiores aumentos imediatos da história do funcionalismo público municipal. A medida passa a valer já em janeiro de 2013.

Parabéns aos Vereadores que votaram SIM pela educação do município.


Parabéns aos professores pela conquista histórica !!!

Segundo informações, os Vereadores presentes, que votaram SIM, foram:

ACYR ROCHA (PSC)
RUI MACHADO (PSDB)
LUIZ GERALDO (PPS)
SILVAN ESCAPINI (PP)
ZÉ RICARDO (PMDB)
FERNANDO DO COMILÃO (PSDB)
FABINHO DA SAÚDE (PMDB) 
ROGÉRIO DO LABORATÓRIO (PMDB) 
SILAS BENTO (PSDB)
Segundo consta, os Vereadores MARCELLO CORRÊA (PP), DR. TAYLOR (PRB) e ALFREDO GONÇALVES  (PMDB) não compareceram à Sessão da Câmara, ou seja, não votaram a favor dos professores.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Janio 12 propõe para Cabo Frio !!!


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

O QUE ESTÁ FAZENDO PEDRÃO NO LIXO DE CABO FRIO?


Para quem não conhece este é PEDRÃO auxiliar direto e amigo pessoal do veterano ex-deputado e candidato da Frente do Passado, que tenta de todas as maneiras (todas mesmo) evitar que Cabo Frio viva uma nova época de prosperidade e respeito. A foto, tirada junto a quadra do bairro do Morubá,  evidencia que para o grupo do veterano ex-deputado todo método é válido para tentar chegar ao poder.
Após o início da campanha eleitoral várias foram as reclamações e denúncias de lixo espalhado pela cidade. Até porcos foram soltos nas ruas de Cabo Frio. Estão soltos por aí mesmo e precisam ser recolhidos ao seu devido lugar.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Justiça Eleitoral divulga as candidaturas indeferidas na Região dos Lagos






Terminou nesta segunda-feira (06) o prazo para a Justiça Eleitoral analisar a candidatura de vereadores e prefeitos para a próxima eleição. Nas sete cidades da Região dos Lagos, seis candidaturas a prefeito foram impedidas. Os dados sobre os candidatos já estão disponíveis aos eleitores no site do Tribunal Superior Eleitoral, nele é possível ver a situação de todos os candidatos a vereador e prefeito do país. Veja a situação das candidaturas na Região dos Lagos:




Em São Pedro da Aldeia para vereador foram 193 candidaturas inscritas, 15 foram indeferidas e não houve renúncia, para prefeito, das 4 candidaturas inscritas 2 foram indeferidas: as de Paulo Lobo e Junior Trindade.
 
Em Iguaba Grande são 143 candidaturas para vereador, 3 foram indeferidas e dois candidatos renunciaram. Das 4 candidaturas para prefeito inscritas uma foi impedida, a de Hugo Canellas.


Em Saquarema são 178 candidatos para vereador, 10 foram indeferidos e houve uma renúncia para prefeito, com 3 candidaturas inscritas, todas elas foram deferidas, já em Cabo Frio das 373 candidaturas para vereador, uma foi indeferida, 8 renunciaram. Todos os três candidatos inscritos na disputa para prefeito foram deferidos.


Em Arraial do Cabo, as 122 candidaturas para vereadores ainda aguardam julgamento. Já para o executivo, das 4 candidaturas inscritas as de Henrique Melman e Pedro Pinto foram indeferidas. Araruama tem 357 candidaturas para vereador inscritas, até agora 14 foram indeferidas e 4 renunciaram. Os três candidatos a prefeito tiveram a campanha deferida.


Em Búzios, das 155 candidaturas para vereador, 6 foram indeferidas, outros 6 renunciaram e das 5 candidaturas para prefeito inscritas apenas a de Mirinho foi indeferida. Quem teve a candidatura impugnada, tem até o dia 23 de agosto para recorrer da decisão. Outra medida do Tribunal Superior Eleitoral é em relação aos gastos das campanhas. O prazo para a apresentação do primeiro balancete parcial terminou hoje (06). A segunda prestação de contas deve ser feita em setembro.